sábado, 24 de junho de 2017

Atletas alagoanos representarão o Brasil em competição internacional de Karatê

 Cristiano dos Santos (campeão Norte Nordeste 2016) e Carlos Daniel (Campeão Brasileiro 2015) 
O desempenho do esporte na cidade de Roteiro tem chamado atenção nacional.
E um dos primeiros passos dados nesse sentido foi a formação do grupo de karatê roteirense, uma novidade no município que, desde o começo, conquistou os alunos da rede municipal de ensino tendo como único requisito exigido para a participação no projeto que eles estejam com sua matrícula regular no sistema público de educação.

Sua criação aconteceu em maio de 2014, época em que contava com apenas 4 alunos, hoje já são 73. As aulas acontecem às terças e às sextas, no ginásio da escola Francisco Sebastião Soares Palmeira, sob o comando do Sensei (professor) Leandro Freitas. Embora tenha sido criado há apenas três anos, o grupo tem números expressivos no que se refere a conquistas de medalhas e participação em campeonatos. São 32 medalhas de ouro, 37 de prata e 34 de bronze, totalizando 103 medalhas ao longo desse período. Algumas delas têm um significado especial, como as duas de ouros no Norte Nordeste (2016) e as duas de ouro no campeonato brasileiro (2015). Esses resultados têm consolidado o karatê roteirense como uma potência regional. O título mais recente foi a segunda colocação geral na copa Maceió de Karatê Interestilos, realizada em maio de 2017.

Em maio deste ano, representantes da seleção brasileira de karatê convocaram dois
desses atletas para integrar a equipe e representar alagoas no campeonato sul-americano, que será realizado na cidade de Córdoba, na Argentina, entre os dias 12 e 17 de julho. Cristiano dos Santos (campeão Norte Nordeste 2016) e Carlos Daniel (Campeão Brasileiro 2015) são os únicos alagoanos  a participar do evento.

O Professor Leandro Freitas falou com a nossa reportagem sobre os treinos e a competição:

”Os treinamentos estão sendo intensos e exigindo cada vez mais dos meninos, afinal, uma competição deste nível tem demandas superiores as que eles estão acostumados. Mas os meninos estão se dedicando ao máximo, estamos aprimorando as partes físicas e técnicas para fazer bonito e representar nosso Município, Estado e País, desta vez em uma competição internacional”.

Leandro ainda falou do apoio recebido da Prefeitura local:

Devemos destacar que tudo isso se deve graças ao apoio incondicional da prefeitura de Roteiro através do prefeito Wladimir Britto e do Vice Alysson Reis, além da secretaria de educação através da secretária Ana Ribeiro”.
Na foto: Carlos Daniel, Sensei Francisco Araújo, Cristiano dos Santos e Sensei Leandro Freitas
É muito importante para qualquer atleta ou modalidade ter o apoio governamental. Que a Prefeitura citada continue apoiando a garotada na prática do esporte, que sem dúvida é a forma mais fácil para educar os nossos jovens,

Estaremos acompanhando e torcendo muito pelos nossos atletas nesta competição. 
Boa sorte aos meninos e parabéns a todos os envolvidos neste excelente projeto.

APOIO:

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Caso sub-20: Procuradoria do TJD-AL indiciou três integrantes do Flamengo Alagoano

O Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas através da sua Procuradoria indiciou três integrantes do Flamengo Alagoano diante da denúncia realizada pelo Jaciobá Atlético Clube sobre a suspeita de manipulação do resultado da partida entre Sete de Setembro e Flamengo na última rodada da fase de classificação que terminou com uma super goleada de 17 a 0 para o Sete de Setembro.
José Cícero Melo dos Santos, Presidente do Flamengo Alagoano, David Jonathas da Silva Ferreira, Técnico e o goleiro, Gabriel Fernando de Lima da Silva serão julgados provavelmente ainda esta semana, segundo o Secretário Geral do TJD-AL, Osvaldo Júnior, nos informou.
Abaixo estão os documentos oficiais e os artigos que os réus foram tipificados. Acompanhem:
Documentos oficiais do TJD-AL:

O que diz os artigos tipificados no processo:
Art. 234. Falsificar, no todo ou em parte, documento público ou particular, omitir declaração que nele deveria constar, inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita, para o fim de usá-lo perante a Justiça Desportiva ou entidade desportiva. PENA: suspensão de cento e oitenta a setecentos e vinte dias, multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais) e eliminação na reincidência; se a infração for cometida por qualquer das pessoas naturais elencadas no art. 1º, § 1º, VI, a suspensão mínima será de trezentos e sessenta dias. (NR).  
Art. 243. Atuar, deliberadamente, de modo prejudicial à equipe que defende. PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e suspensão de cento e oitenta a trezentos e sessenta dias. (NR). 
Art. 243-A. Atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida, prova ou equivalente. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e suspensão de seis a doze partidas, provas ou equivalentes, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, ou pelo prazo de cento e oitenta a trezentos e sessenta dias, se praticada por qualquer outra pessoa natural submetida a este Código; no caso de reincidência, a pena será de eliminação. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).
Parágrafo único. Se do procedimento atingir-se o resultado pretendido, o órgão judicante poderá anular a partida, prova ou equivalente, e as penas serão de multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e suspensão de doze a vinte e quatro partidas, provas ou equivalentes, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, ou pelo prazo de trezentos e sessenta a setecentos e vinte dias, se praticada por qualquer outra pessoa natural submetida a este Código; no caso de reincidência, a pena será de eliminação. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).
Art. 243-E. Submeter criança ou adolescente, sob sua autoridade, guarda ou vigilância, a vexame ou a constrangimento. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009). 
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e suspensão pelo prazo de trezentos e sessenta a setecentos e vinte dias. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).  
Com o caso em julgamento nada impede que a competição possa voltar ao seu curso normal, já que o Flamengo Alagoano está desclassificado e consecutivamente não participará da próxima fase.
Vamos aguardar e continuar acompanhando com exclusividade o que está acontecendo neste imbróglio do futebol amador de Alagoas.
APOIO: 

quinta-feira, 8 de junho de 2017

ANAF homenageia árbitros alagoanos da final da Copa do Nordeste

A ANAF , Associação Nacional dos Árbitros de Futebol com o apoio do SINDAFAL, Sindicato de Árbitros de Futebol de Alagoas, homenageou com a comenda de Honra ao Mérito na tarde desta quinta-feira(08) no Museu dos Esportes, no Estádio Rei Pelé em Maceió, o quinteto de arbitragem alagoano que atuou na grande final da Copa do Nordeste  de 2017 entre Bahia e Sport Recife Arena Fonte Nova em Salvador no dia 24 de Maio. Na oportunidade foram agraciados com a honraria o Árbitro Francisco Carlos do Nascimento, árbitro principal da partida, seus assistentes, Esdras Mariano de Lima e Rondineli Tavares, o quarto árbitro, Charles Hebert Cavalcante Ferreira e fechando o grupo o assistente Wagner José que atuou como quinto árbitro do jogo.

Na ocasião a Associação também homenageou o historiador Lauthenay Perdigão do Carmo, pelos serviços prestados a arbitragem alagoana e nacional. Lauthenay  em sua vida de cronista, sempre prestigiou de forma honrosa a arbitragem de futebol, sendo professor do curso de formação de árbitros de futebol de nosso estado com a disciplina história do futebol, sem contar que o mesmo possui um grande acervo sobre a história da arbitragem estadual e nacional, contribuindo assim de uma forma geral para o crescimento dos árbitros de todos os quadros desde o amador ao profissional.

O evento teve o apoio da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude de Alagoas e também da Federação Alagoana de Futebol, a quem a ANAF agradece pela parceria.


Mais fotos do evento:
Chicão presenteando o Museu dos Esportes com a camisa utilizada na grande final
Wagner José
Charles Hebert
Rondinelli Tavares
Esdras Mariano
Francisco Carlos do Nascimento
Lauthenay Perdigão e Felipe Feijó , Presidente da Federação Alagoana de Futebol
Coffe Break
Os homenageados
Charles e Lauthenay
Paulo Lira, Mestre de Cerimônia


APOIO:

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Árbitros brasileiros agora possuem seguro, e diretoria da ANAF comemora mais uma conquista

O presidente da ANAF, Marco Antônio Martins, e o diretor financeiro Salmo Valentim, se reuniram no último final de semana em Florianópolis para tratar de assuntos administrativos da entidade.
Eles anunciaram que a associação comemora mais uma conquista para a arbitragem brasileira e um avanço histórico em sua atividade. As equipes de arbitragem que atuam nos campeonatos organizados pela CBF foram beneficiados com um seguro de vida e de acidentes pessoais, pleito que a ANAF vem lutando há pelo menos dois anos. A CBF contratou, este mês, seguro em favor dos árbitros, quando no exercício de suas atividades.
Esse benefício foi comunicado em documento enviado pelo presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, à Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF). O seguro para a arbitragem proporciona, além do que já era concedido, uma proteção à incapacidade temporária causada por eventuais lesões ou doenças.
“Com o seguro de vida e de acidentes pessoais, o árbitro e sua família terão mais tranquilidade para o exercício da profissão. É um grande avanço nas relações de trabalho”, afirmou o presidente da ANAF, Marco Martins. Salmo Valentim acrescentou que “a luta da diretoria da ANAF e dos sindicatos foi fundamental para a conquista”.
NM com site da ANAF

APOIO:

sábado, 27 de maio de 2017

Caso sub 20: Convocada as partes para as oitivas da suposta manipulação de resultados

A Secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Alagoas, o TJD-AL, através do Secretário Geral, Osvaldo Júnior, da ordem do Dr. Auditor Processante do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Alagoas, Felipe Medeiros Nobre, convocou nesta última sexta-feira(26) as partes para as oitivas referente ao Inquérito e Processo nº 045/2017 - TJDAL, aquele caso da  denúncia do Jaciobá sobre uma possível manipulação do resultado da partida em que o Sete de Setembro goleou o Flamengo Alagoano por 17 a 0.
Na ocasião serão ouvidos o Sr. Jorge Gonzaga Pereira – Presidente do Jaciobá Atlético Clube, João Luiz Batista da Silva – Presidente do Sete de Setembro, Erivaldo de Oliveira Silva – Técnico do Sete de Setembro, David Jonathas da Silva Ferreira – Técnico do Flamengo Alagoano, Anselmo Lessa – torcedor presente ao Estádio no dia do jogo, Bergson dos Santos – torcedor presente ao Estádio no dia do jogo, Glauber Valente – responsável pela filmagem do jogo, José Cícero Melo dos Santos – Presidente do Flamengo Alagoano e Gabriel Fernando de Lima da Silva (Menor) – Goleiro do Flamengo Alagoano.
A audiência está marcada para terça-feira, dia 30 de maio , às 17:00h, na sede do TJDAL, situado na Av. Pretestato Ferreira Machado, nº 919, Jatiúca,  Maceió-AL, 1º andar, sede da 
FAF.
Documento oficial do TJD-AL

O Blog do Torcedor na Mira continua acompanhando e atualizando o torcedor internauta sobre o que verdadeiramente está acontecendo no grande imbróglio do Futebol Amador de Alagoas, buscando os fatos doa a quem doer, cobrando das entidades que elas sejam transparentes e enérgicas, aplicando a lei e seus rigores. 

Estamos atentos a tudo..

APOIO:

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Bomba no sub-20: Jaciobá colocou jogador irregular e caso será encaminhado nesta quarta-feira ao TJD-AL


A bomba no sub-20 de Alagoas é bem maior do que o amigo leitor do NM tinha imaginado. Inclusive já tínhamos adiantado no post anterior. 
Com toda denuncia em mãos podemos sim agora revelar o que realmente aconteceu de errado nesta competição. 

Vamos aos fatos:
O Jaciobá Atlético Clube colocou um atleta irregular no primeiro jogo da competição. Em sua estreia a equipe do sertão atuou com o  atleta José Fernando Rodrigues Barreto, 
(ver foto 01) só que o mesmo não estava inscrito no Boletim Informativo Diário da CBF, o famoso BID. O que gerou um erro coletivo, pois a arbitragem da partida também não identificou em seu relatório que o atleta não constava na súmula eletrônica, e que quando isso acontece, significa que o atleta está irregular(Ver foto 02).
FOTO - 01

FOTO - 02
Analisando as outras sumulas da mesma equipe percebemos que o atleta em questão não participou dos jogos subsequentes, foi sacado da equipe, apenas voltando após o dia 31 de março, mais precisamente em uma partida no dia 08 de abril quando de fato o seu nome já constava registrado no BID (Ver foto 03).
FOTO - 03
Um caso que realmente dará várias pautas no TJD-AL, pois já foi encaminhado ao tribunal pessoalmente pelo Presidente da Federação Alagoana de Futebol, Felipe Feijó, que cobra
o esclarecimento imediato dos fatos, e não só desta nova denúncia , como também da anterior feita pelo Presidente Jorge Gonzaga do Jacyoba da suposta manipulação do resultado da partida entre Sete de Setembro e Flamengo Alagoano. Na conversa que tive com o mesmo agora pela manhã, Felipe me afirmou com veemência que em sua gestão não aceitará nenhum tipo de coisa errada, seja em competições profissionais ou amadoras e que se houver culpados eles serão punidos severamente. "É o que espero da atitude também do Tribunal de Justiça Desportiva". Finalizou o Presidente. O mesmo também me confidenciou que após a denúncia feita contra o Sete de Setembro pelo Presidente do Jaciobá, Jorge Gonzaga, determinou aos Departamentos de Competição e Amador da Federação um pente fino nas súmulas das partidas de todas as equipes que participam da competição, o que já ocasionou no levantamento da primeira rodada, o caso em questão.

A competição prossegue paralisada até os esclarecimentos dos fatos, e com o ato baixado pelo Presidente Felipe Feijó, a equipe do Jaciobá além da denuncia perderá seis pontos na tábua de classificação. Caso será entregue na tarde desta Quarta-feira(17) no TJD-AL.
Estamos acompanhando tudo e acreditando que tudo irá se resolver da forma correta.

APOIO:

Caso sub-20: Tem muita baboseira sendo escrita e dita sobre o assunto

Canetada correta do Presidente Felipe Feijó
O assunto de momento do futebol de Alagoas não está relacionado ao futebol profissional e sim ao amador do Estado. Só que até agora não consegui entender o que está acontecendo de verdade. Sem contar que os sites trazem uma porção de erros sobre o assunto, uma prova que seus editores não frequentam os bastidores do futebol de Alagoas e que de suas baias nas redações só ouvem um lado da história. 
Não estou aqui para defender nenhum lado, mas para um blog que acompanha tudo do futebol amador, hoje um pouco a distância devido a vários compromissos profissionais, fico pasmo com o que vi.

Vamos aos fatos escritos:
Primeiro, o João Batista, Patrono do Sete de Setembro e do Flamengo Alagoano , não é mais Vice-Presidente de Futebol Profissional da Federação e já faz um tempo que o Maycon Beltrão assumiu. 
Acompanhem a matéria de 10 de Janeiro: CLICANDO AQUI

Segundo a soma dos gols necessários que se afirma nas matérias, 14 (Quatorze) não é real. Ou seja, os caros amigos nem tiveram o trabalho de olhar a tábua de classificação. Pois se o Jaciobá tinha 13 gols de saldo e o Sete de Setembro 4, na penúltima rodada, caso eles chegassem a empatar em números de pontos, a diferença não são de 14 gols. Suponhamos que o Jaciobá venceu o FF Sport por 1 a 0, a diferença seria de 10 gols, de 2 a 0, de 11 gols , então para ser 14 gols faltam muito. 
Acompanhem a matemática do blog:
O Sete de Setembro terminou com 21  gols de saldo , tirando os 17 marcados no Flamengo, seu saldo na penúltima rodada seria de 4 gols.  O Jacyobá terminou com 12 gols de saldo, porque tinha 13 na penúltima rodada, mas como perdei para o FF Sports por 1 a 0 na última rodada ficou com 12 gols de saldo. 4 - 13 na minha matemática dá 9 e não 14 como todos colocaram nas matérias. Isso caso o Jaciobá tivesse empatado com o FF Sports e chagado ao mesmo número de pontos seria utilizado este critério.

1 a 0 servia ou não?
E por fim, para não me estender mais, vencer por "14" gols, aplicar 17 gols, que diferença isso faz se com apenas um placar de  1 a 0 já classificaria o Sete de Setembro? Tendo em vista que o Jaciobá perdeu para o FF Sports por 1 a 0 e não saiu dos 14 pontos.

As denuncias feitas pelo Jorge Gonzaga, Presidente do clube de Pão de Açúcar, precisam ser mais embasadas e com provas, pois acusa que o dirigente do Sete de Setembro afirmou que ganharia de qualquer jeito em uma conversa com o supervisor. Ouviu? Gravou? Tem provas? Então não se pode sair por ai falando essas coisas. E mesmo que isso tenha sido verdade, o que claramente pode ter acontecido, o que resultaria no final das contas:? Se seu time nem conseguiu vencer e atingir o número de pontos para uma provável classificação. 
Tenho a certeza que toda denúncia deve ser apurada e investigada para a lisura da competição em questão, até como falei anteriormente, acompanhei o trabalho do departamento amador da FAF desde o inicio neste campeonato e não vi nenhum tipo de problema, até insinuaram que foi manipulação também os dois times comandados pelo Patrono João Batista (Sete de Setembro e o Flamengo Alagoano) caírem na mesma chave,vi e acompanhei os sorteios das mesmas, pura fatalidade que foi aprovada por todos os dirigentes presentes.

A pergunta é: De 17 a 0 ou de 1 a 0 quem se classificaria? Se o Jaciobá Atlético Clube vence seu duelo contra o FFSport e fica de fora por causa de um suposto "arrumadinho" (Termos também usados em sites, kkk) , de uma suposta manipulação de resultados, ai sim poderíamos acreditar que este caso renderia umas boas pautas no  plenário do TJD-AL. Mas não foi isso que aconteceu como já falamos. O time do sertão alagoano, não conseguiu vencer nem mesmo conquistar o número necessário de pontos para se classificar.

Estamos acompanhando esse caso de perto, pois o futebol amador é, e sempre será, o segundo maior assunto de interesse deste veiculo, o primeiro todos que acompanham meu trabalho sabe que é arbitragem.
Mas gostaria de convidar os amigos que escrevem ou até mesmo falam, a procurar ouvir os dois lados, entender o que se passa no futebol amador de Alagoas, acompanhar tabelas, classificação e tudo que estiver relacionado ao esporte, pois só assim não irão mais emprenhar pelos ouvidos, e redigir o que verdadeiramente se passa nos bastidores.

Federação através do seu Presidente, Felipe Feijó , agiu de forma correta e agora é aguardar o parecer do Tribunal de Justiça Desportiva. Que se apure os fatos e que seja punido quem errou. Mas na visão deste Blog, tudo não passa de uma tempestade em um copo d'água.
Prestem bem atenção neste embrolho, porque coisas piores virão por ai... E só sabe quem vive verdadeiramente os bastidores do futebol amador de Alagoas.

Entendam o caso neste belo relado feito pelo site Uol.com , apesar do seu redator está em Santos, São Paulo. Só faltou postar a classificação anterior que continha os saldos de gols de cada equipe. Mas tudo bem.
Acompanhar matéria completa acesse: CLICANDO AQUI

APOIO: